Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://glamm.blogs.sapo.pt

QUANDO O CABELO CAI...

...

 

 

O cabelo como muitos dizem, é a moldura do nosso rosto. Ter um cabelo saudável e bonito é uma das características físicas a que nós mulheres e cada vez mais os homens, dão elevada importância. E por isso mesmo, influência a nossa autoestima e confiança. Da mesma forma que cuidamos da nossa pele, também o nosso cabelo precisa de atenção para se manter forte e saudável. Não é só a idade cronológica a culpada pela queda de cabelo ou a falta de densidade e volume capilar. Todas as agressões diárias a que expomos o nosso cabelo, contribuem para isso: o sol, o sal, o cloro, a poluição, os produtos capilares não adequados, as mudanças de estação, o stress, os hábitos alimentares pouco saudáveis ou mesmo alterações hormonais que possam ocorrer, concorrem para a perca de vitalidade do nosso cabelo. Estes factores em conjunto, fazem com que o cabelo se torne áspero, sem brilho, sem volume, fique fragilizado, perdendo densidade e ganhando predisposição para a queda. Da mesma forma que estes factores influenciam a fragilidade e debilidade capilar, também as diferentes fases que o cabelo passa desde que nasce até que cai, justificam a queda mais intensa de cabelo nesta altura do ano. A queda de cabelo é normal e acentua-se em determinadas alturas do ano. É normal perdermos entre 50 a 100 fios de cabelo por dia, sendo esta queda considerada fisiologicamente normal. O cenário complica-se quando este número aumenta e ultrapassa os 100 cabelos por dia e a queda se prolonga no tempo. Neste caso há que tomar medidas, para tentar compreender o que está a causar a queda, e fazer um tratamento adequado. Hoje em dia deparamo-nos com dois tipos de quedas:

 

QUEDA REACIONAL

 

A queda reacional manifesta-se através de uma perda significativa, num curto espaço de tempo, muito associada a stress, fadiga, pós-parto, desequilíbrios alimentares, distúrbios hormonais ou toma constante de medicamentos que podem provocar de alguma forma fragilidade.

 

QUEDA CRÓNICA

 

A queda crónica por sua vez, identifica-se por ser intensa e persistente, sem causa identificada e prolongada durante o todo o ano ou em distintas fases do ano. São episódios reversíveis mas levam a uma fragilidade capilar, um enfraquecimento de toda a cabeleira.

 

Sendo a nossa moldura, a nossa imagem fica em causa e é crucial a necessidade de cuidar e minimizar os danos. Por isso mesmo, hoje em dia temos disponíveis nas nossas farmácias e cabeleireiros, variadíssimos produtos para combater as quedas e as fragilidades capilares. Na dúvida sobre qual o mais indicado para cada caso, deverão pedir aconselhamento recorrendo a profissionais na área. Estes são apenas alguns dos tratamentos que podem encontrar em farmácias. Há variadíssimas soluções para cada tipo de queda, e tenho visto excelentes resultados nestes.

 

...

...

BLOGGER

14502724_1164487066922669_6664393752752238432_n
Ana Marques
glamm.anamarques@hotmail.com

EM PARCERIA COM

Cláudia Vasconcelos
Cláudia Vasconcelos

PESQUISAR

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

TRANSLATE THIS BLOG

FACEBOOK

INSTAGRAM

PARCEIROS

ARQUIVO

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D